|
porONU
fonteONU
a 10 FEV 2016

Relatório “Uma Humanidade: Responsabilidade Partilhada”

A primeira Cimeira Humanitária Mundial, que decorrerá a 23 e 24 de maio, em Istambul (Turquia), é uma prioridade do Secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, no diálogo com a comunidade internacional para a resolução dos desafios globais que causam grande sofrimento humano, nomeadamente os relacionados com conflitos e desastres naturais. A questão central é: Como é que podemos agir em conjunto para criar um mundo mais seguro e humano?

Para ajudar a essa reflexão, Ban Ki-moon apresentou o relatório “Uma Humanidade: Responsabilidade Partilhada”, que deverá servir de base à discussão na Cimeira Humanitária Mundial.

O relatório enfatiza a necessidade de colocar a Humanidade no centro da decisão política global e apresenta cinco responsabilidades centrais que a comunidade internacional deve assumir. Para a cimeira foram convidados representantes dos governos, do setor privado, das organizações multilaterais, da sociedade civil, da academia e das comunidades afetadas pelas crises.

125 milhões de pessoas precisam de ajuda humanitária

Ano após ano, o deslocamento forçado, a vulnerabilidade, a desigualdade, as alterações  climáticas e a pobreza fazem com que cada vez mais pessoas se juntem aos já identificados 125 milhões de cidadãos que necessitam, a nível mundial, de assistência humanitária e proteção.

Para enfrentar os crescentes desafios e exigências do século XXI, precisamos da solidariedade global e de ação coletiva. A Cimeira Humanitária Mundial será uma oportunidade para os líderes afirmarem a sua responsabilidade partilhada de ajudarem os milhões de pessoas afetadas, atualmente, pela guerra e pelos desastres naturais, lançando ações concretas e compromissos que visem aliviar o sofrimento humano.

“Não podemos alcançar um mundo seguro e digno para todos sem resolver a situação dos milhões de mulheres, crianças e homens afetados pelas crises humanitárias. Apenas trabalhando em conjunto podemos lidar com as crescentes necessidades humanitárias”, defende o Secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

Leia o Relatório.

Visite o site.
 

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010